Sexta, 22 de Outubro de 2021
25°

Trovoada

Brasília - DF

Entretenimento FAMOSIDADE

8 personalidades que morreram na pandemia e comoveram o Brasil e o mundo

Não foi só a Covid-19 que levou nossos ídolos em 2020 e 2021. Confira algumas das personalidades que faleceram durante a pandemia e chocaram milhões de pessoas

23/09/2021 às 15h37 Atualizada em 23/09/2021 às 15h48
Por: Ueliton Mello
Compartilhe:
8 personalidades que morreram na pandemia e comoveram o Brasil e o mundo

Uma das tristes consequências da Covid-19 tem sido a massiva quantidade de óbitos em todo o mundo. Além de pessoas comuns, a doença vitimou diversas personalidades e celebridades que eram queridas por milhares de fãs no Brasil e em outros países.


Embora o “número de mortes” tenha se tornado um dado corriqueiro nos noticiários em virtude da crise sanitária, muitas figuras célebres faleceram nesse período em decorrência de outras doenças.

 

Neste artigo, selecionamos algumas das celebridades que nos deixaram desde o início da pandemia, em março de 2020, e receberam inúmeras homenagens, como mensagens de tributo nas redes sociais, notas oficiais de órgãos e instituições, envio de coroas de flores com as mais variadas mensagens e até mesmo decreto de luto em um país inteiro. 

 

Apesar de muitas mortes precoces, por causas variadas, o legado que essas figuras nos deixaram merece ser lembrado.

 

  1. Chadwick Boseman


image.png

 

O ator norte-americano faleceu em 28 de agosto de 2020, com apenas 43 anos. Intérprete do rei de Wakanda, T’Challa, no filme Pantera Negra (2018), Boseman foi vítima de câncer no cólon, que tratava de maneira discreta enquanto mantinha seu trabalho no cinema.

 

Além do hit da Disney, Boseman deu vida a Thurgood Marshall, no filme Marshall (2017), primeiro juiz negro da Suprema Corte dos EUA. Também teve destaque como Jackie Robinson no filme 42 (2013), um dos primeiros jogadores negros a ter sucesso no beisebol em uma época em que o esporte era dominado por atletas brancos.

 

Ao representar algumas das mais relevantes figuras da comunidade afro-americana nas grandes telas, Chadwick se tornou um dos atores mais admirados de sua geração. A representatividade deste grupo minoritário foi uma de suas bandeiras.

 

A morte precoce de Chadwick pegou os fãs de surpresa, já que sua batalha de quatro anos contra o câncer não era de conhecimento público. Em 2021, ele foi o grande homenageado no Gotham Awards, premiação de cinema independente dos Estados Unidos.

 

  1. Eddie Van Halen


image.png

 

Considerado um dos maiores guitarristas da história do rock, o holandês fundador da banda Van Halen faleceu aos 65 anos de idade. A morte foi em 6 de outubro de 2020, após uma longa batalha contra um câncer na garganta.

 

Eddie tinha um estilo cheio de energia no palco, e o Van Halen foi uma das grandes influências da cultura hard rock dos anos 1980. Criou solos icônicos e riffs memoráveis com seu estilo único de tocar guitarra.

 

Músicas como Hot for Teacher, Can’t Stop Loving You e Jump se tornaram grandes hits da cultura pop, muito graças às contribuições marcantes de Eddie para o trabalho do Van Halen.

 

  1. Fernando Vanucci


image.png

 

Aos 69 anos de idade, Fernando Vanucci faleceu de causas não divulgadas em 24 de novembro de 2020. O jornalista, apresentador e radialista foi um dos grandes nomes do jornalismo esportivo do Brasil.

 

Com passagens por emissoras como Globo, Bandeirantes e RedeTV!, Vanucci fez a cobertura de cinco Jogos Olímpicos e seis Copas do Mundo. Com o inesquecível bordão “Alô, você!”, foi uma das figuras mais carismáticas da TV brasileira.

 

Sua morte foi muito sentida por atletas, telespectadores e profissionais da imprensa no Brasil, que compartilhavam do mesmo entusiasmo e emoção que Vanucci sempre transmitia em suas narrações.

 

  1. Maradona


image.png

 

O óbito do maior ídolo do futebol argentino foi uma das tristes fatalidades de 2020. Em 25 de novembro, Diego Armando Maradona faleceu após ter uma parada cardiorrespiratória em sua casa. Ele se recuperava de uma cirurgia no cérebro.

 

O craque levou a Argentina ao título da Copa do Mundo de 1986. Um dos momentos marcantes no campeonato foi o icônico “mano de Dios", ou mão de Deus, o gol polêmico que garantiu a vitória dos hermanos sobre a Inglaterra nas quartas-de-final.

 

Mas esse não foi o único feito de Maradona. Considerado um dos maiores gênios da história do futebol, o argentino passou pelos clubes Argentinos Juniors e Boca Juniors em seu país de origem. 

 

Depois, brilhou na Europa, vestindo as camisas do Barcelona e do Napoli — no segundo, levou o time italiano à conquista de dois títulos nacionais, os únicos da história do clube. 

 

Após pendurar as chuteiras, foi técnico de algumas equipes, inclusive da seleção argentina, em 2010. 

 

Também teve uma vida muito polêmica, principalmente por causa de seu histórico de dependência química. Foram diversas internações e recaídas diante da adicção de cocaína ao longo de sua vida.

 

Sua morte causou uma enorme comoção não apenas no mundo dos esportes, mas também em seu país natal, onde é tratado como ídolo. Alberto Fernández, presidente da Argentina, declarou três dias de luto oficial no país. 

 

No Twitter, foram identificadas mais de 3 milhões de menções ao craque em apenas duas horas após o anúncio de seu falecimento. Pelé, maior jogador da história do futebol, também se manifestou à época: “perdi um grande amigo”.

 

  1. Paulo Gustavo

 

image.png

 

A morte do ator, humorista, diretor, roteirista e apresentador fluminense chocou o Brasil. Paulo Gustavo nos deixou com apenas 42 anos, vítima de consequências da Covid-19, após mais de 50 dias internado tratando da doença.

 

Paulo foi criador de personagens memoráveis da comédia nacional, como a Dona Hermínia, da série de filmes Minha Mãe é Uma Peça, inspirada em sua própria mãe. Seu estilo de humor acessível e repleto de cenas familiares conquistou o Brasil.

 

O legado de Paulo Gustavo é inegável. Especialistas o colocam no mesmo patamar de outros grandes humoristas brasileiros, como Mazzaropi e Oscarito. 

 

Também foi um grande representante da comunidade LGBTQIA+. Como homem gay, casado e com filhos, Paulo Gustavo se tornou um grande ícone por falar de sexualidade de maneira bem humorada e que derrubou barreiras de ódio e preconceito.

 

  1. Tom Veiga (Louro José)


image.png

 

Talvez você não o conheça pelo nome oficial, mas o seu personagem mais famoso é inesquecível: Tom Veiga deu vida a Louro José, o papagaio mais simpático do Brasil e companheiro de todos os dias de Ana Maria Braga nas telinhas desde 1996.

 

O Louro de Veiga foi um fenômeno arrebatador. Conquistou o Brasil por seu humor despojado e irreverente, além de sempre mostrar uma química incrível na tela com a sua parceira de todas as manhãs. O sucesso era tanto que, ao completar 18 anos, ganhou até Arquivo Confidencial no Domingão do Faustão.

 

Vítima de um Acidente Vascular Cerebral (AVC) provocado por um aneurisma, Tom tinha apenas 47 anos quando faleceu, em 8 de abril de 2021. 

 

Sua morte foi muito sentida em todo o Brasil. Artistas e fãs prestaram inúmeras homenagens nas redes sociais. À ocasião, Ana Maria se manifestou afirmando que havia perdido “meu parceiro de todo dia, meu amigo, meu filho”.

 

  1. Tarcísio Meira


image.png

 

Tarcísio Meira era considerado um dos maiores galãs da dramaturgia brasileira. Em 12 de agosto de 2021, morreu de Covid-19 aos 85 anos, após uma semana internado em um hospital em São Paulo para tratar da doença.

 

Foram mais de seis décadas dedicadas ao cinema, à TV e ao teatro, interpretando personagens que fizeram o Brasil rir, chorar e se apaixonar. Entre seus papéis mais célebres estão João Coragem, da novela Irmãos Coragem (1970) e Capitão Rodrigo, da minissérie O Tempo e o Vento (1985).

 

Era casado com a também atriz Glória Menezes, desde 1962, e com ela formava um dos casais mais duradouros do Brasil. A parceria da dupla, dentro e fora das telas, sempre foi motivo de admiração para o público.

 

  1. Vanusa


image.png

 

Símbolo da Jovem Guarda, a cantora e compositora Vanusa nos deixou em 8 de novembro de 2020, aos 73 anos, vítima de insuficiência respiratória.

 

Vanusa conseguiu se destacar como uma das mais importantes artistas dos anos 1970. Foram mais de 20 discos lançados e mais de três milhões de cópias vendidas em sua carreira.

 

Indo além da MPB, Vanusa flertava com samba, rock e funk americano. A mistura de gêneros trazia um elemento único às suas canções. Entre seus sucessos estão canções como Manhãs de Setembro, Sonhos de um Palhaço e Paralelas.

 

Todas essas personalidades marcaram histórias brilhantes em seus nichos e deixaram milhares de fãs de luto. Poderíamos citar ainda outros artistas, escritores, esportistas e pessoas notáveis que faleceram durante o período pandêmico. De todo modo, fica a homenagem a todos os falecidos (famosos ou não) e seus familiares, além da torcida para que a pandemia acabe o mais rápido possível.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Brasília - DF Atualizado às 16h21 - Fonte: ClimaTempo
25°
Trovoada

Mín. 19° Máx. 28°

Sáb 28°C 19°C
Dom 28°C 20°C
Seg 26°C 21°C
Ter 27°C 22°C
Qua 29°C 21°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Anúncio
Enquete
Anúncio
Anúncio