Sábado, 31 de Julho de 2021
61981028469
Geral Tocantins

Servidores participam de debate sobre saúde mental na pandemia

Ação visa oferecer aos servidores um aprofundamento do conhecimento especializado sobre promoção de saúde mental

22/07/2021 16h25
74
Por: Ueliton Mello Fonte: Secom Tocantins
Secretário da Administração, Bruno Barreto, agradeceu o empenho de todos os parceiros do Projeto - Foto: Wanderson Gonçalves/Governo do Tocantins
Secretário da Administração, Bruno Barreto, agradeceu o empenho de todos os parceiros do Projeto - Foto: Wanderson Gonçalves/Governo do Tocantins

Com o objetivo oferecer aos servidores conhecimento sobre a promoção da saúde mental em tempos de pandemia, além de proporcionar um espaço de escuta qualificada, acolhimento e interação entre servidores e convidados, o Governo do Tocantins, por meio da Secretaria de Estado da Administração (Secad), promoveu nesta quinta-feira, 22, o eventoRoda de Conversa - Benefícios na Saúde do Servidor.O evento foi realizado no formato de live pela plataforma da Unicet com transmissão pelo canal doYoutube.

A iniciativa faz parte do Projeto de Saúde Mental do Servidor. De acordo com a Diretoria da Junta Médica Oficial do Estado, a proposta das rodas de conversa é promover espaços de trocas de experiências, aproximando de forma contextualizada temas relacionados às linhas de atuação do projeto com o cotidiano dos servidores.

Na oportunidade, o secretário de Estado da Administração, Bruno Barreto, fez a abertura do evento e frisou o empenho do Governo para o desenvolvimento do projeto.“Nossa intenção é dizer que os cuidados com a saúde mental perpassam todas as áreas da nossa vida. Por isso, o Governo do Tocantins abraçou esse projeto com a união de vários parceiros, para que possamos melhorar a relação dos servidores com a atual realidade”, ressaltou.

Segundo o psicólogo Flávio Alexandre Mendes, o período de isolamento social tem contribuído para manifestações de ansiedade, medo e modificações na dinâmica familiar. “O fato de estarmos vivendo um momento atípico torna esse projeto ainda mais relevante por tratar de questões sobre saúde mental”, afirmou.

Flávio Veloso, psiquiatra da Junta Médica, destacou quea ideia do projeto surgiu durante uma reunião com o conjunto de servidorese reforçou o objetivo da roda de conversa. “O objetivo da ação consiste em oferecer aos servidores, por meio de rodas de conversa, um aprofundamento do conhecimento especializado sobre promoção de saúde emocional em tempos de isolamento social, além de proporcionar um espaço de escuta qualificada para este momento inesperado de novas e antigas fragilidades emocionais”, frisou.

Relato

Para a servidora do Ruraltins em Araguaína, Liliane Morais, o projeto veio no momento certo. “Em primeiro lugar, dizer que foi muito louvável a ação do Governo do Tocantins, por meio da Secad, de buscar cuidar da saúde mental dos servidores públicos, nesse momento tão delicado que enfrentamos da pandemia da Covid-19” destacou.

A servidora ainda dividiu sua experiência com o grupo de apoio psicológico, que oportuniza a troca de experiênciase ajuda a desenvolver mais empatia com os colegas. “Pude enxergar com mais clareza a situação que vivemos e que algumas pessoas encontram-se mais afetadas que outras e que, por isso, precisam de apoio para conseguir seguir a vida com esperança e coragem para enfrentar esse momento. Por meio do grupo, eu me senti cuidada e acolhida, às vezes no serviço público nos sentimos desassistidos e/ou distantes dos gestores e, com grupo de apoio, tive a sensação de pertencimento e que sou importante para a prestação de serviços públicos e isso me motivou a desempenhar minhas funções com ainda mais dedicação”, salientou Liliane Morais.

A assistente social Victória Régia Oliveira informou os canais de atendimento que o servidor pode procurar para ser ouvido. “A equipe da Junta Médica está à disposição para ouvir os servidores, que podem entrar em contato pelo telefone 3218-1178 ou diretamente com o RH do seu órgão”, finalizou.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.