Quarta, 03 de Março de 2021 15:33
61981028469
Polícia Polícia

Batalhão de Aviação Operacional sob novo Comando

23/02/2021 20h20
70
Por: A Redação
Batalhão de Aviação Operacional sob novo Comando

O Tenente-coronel Emílio Castellar assumiu, na tarde desta terça-feira (23), o Comando do Batalhão de Aviação Operacional da Polícia Militar do Distrito Federal (BAVOp). O oficial substitui o Coronel Flávio Luiz Andrade da Silva que permaneceu durante 14 anos na unidade operacional.

A passagem de Comando contou com a presença dos Comandantes do Departamento de Educação e Cultura (DEC), Coronel Sérgio; do Comando de Missões Especiais (CME), Coronel Carlos André, Coronel RR Castro Neves, pioneiro na aviação policial militar, praças e convidados civis.  O Tenente-coronel Castellar, que abarca em seu currículo a experiência de 2 mil horas de voo, é formado no Curso de Artilharia pelo Núcleo de Preparação de Oficiais da Reserva, pelo Curso de Formação de Oficiais da Academia de Polícia Militar de Brasília e, também, graduado em Tecnologia de Aviação Civil pela UNICESP.

Dentre diversas especializações importantes na área da aviação, o atual comandante do BAVOp conta com o Curso Especial de Força Tática da Polícia Militar do Pará (PMPA), Piloto Privado de  Helicóptero na Aeronáutica, Piloto Comercial de Helicóptero, Segurança de Voo, Treinamento de Escape em Aeronaves Submersas e Curso de Examinador Credenciado, além de outros fundamentais que o gabaritam para exercer a função a que foi confiado.

Ressalta-se as atividades profissionais do oficial que engloba o cargo de oficial subalterno do Exército Brasileiro, oficial subalterno da Companhia de Polícia de Choque e do Batalhão de Operações Especiais, onde fundou o primeiro Curso De Patrulhamento Tático Móvel – PATAMO, na PMDF, além de ter exercido a função de oficial piloto de helicóptero do GOA/BAVOP/PMDF, onde fundou e coordenou, em 2004, o primeiro Curso de Tripulante Operacional – CTOP.

"Ao assumir o comando do BAVOP o maior dever é de manter o nível de excelência operacional, ao mesmo tempo o alto nível de segurança de voo. A Unidade tem 23 anos de história e nunca teve nenhum incidente nem acidente. Essa é a principal marca da unidade e manter isso, aliando a um aumento da capacidade operacional e da produtividade já é um grande desafio e a nossa maior preocupação" ressaltou o Tenente-coronel Castellar.

Fonte:
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.