anucie aqui
Política

Sarney critica Bolsonaro: "Sem a vida humana nada se compra nem se vende"

26/03/2020 18h30
Por: A Redação
102
source
Sarney critica Bolsonaro arrow-options
Jefferson Rudy / Agência Senado
Ex-presidente José Sarney

O ex-presidente José Sarney criticou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) nesta quinta-feira (26), em um texto publicado em seu site. Sarney acredita que Bolsonaro não esteja fazendo uma boa administração da crise gerada pela pandemia do coronavírus e esteja ignorando verdades científicas.

Leia também: Coronavírus no Brasil: acompanhe a situação no País em tempo real

"Sem a vida humana nada se compra nem se vende", afirmou Sarney . Bolsonaro tem sido criticado por ter se preocupado mais com o aspecto econômico da crise do que com a questão de saúde público. O presidente chegou a contrariar e ignorar medidas solicitadas pela Organização Mundial de Saúde, como a recomendação pelo isolamento social como uma forma de combater o coronavírus .

"É difícil e impossível compreender que o Presidente da República, tão bem assessorado, ignore essa verdade científica. É hora de harmonizar a nação, evitar conflitos e buscar a paz social. Para essa tarefa é insubstituível o Presidente da República. A discórdia e a dissensão em nada ajudam o País", afirmou o ex-presidente em crítica a  Bolsonaro .

Leia também: De gripezinha a "não é tudo isso": vezes em que Bolsonaro minimizou coronavírus

Leia a seguir a nota completa do ex-presidente José Sarney:

"No rol das ameaças ao futuro da humanidade estão as doenças desconhecidas. A visão dos cientistas é unanime de que foram elas as responsáveis pelo desaparecimento de muitas espécies.

A COVID-19, causado pelo vírus SARS-CoV-2, é considerada uma das doenças que constitui ameaça dessa ordem. Daí a linha vermelha que acendeu, por ser a primeira grande pandemia na era da comunicação, do tempo real, da velocidade e da globalização. Ela não ameaça apenas nações, mas a espécie humana, assim como o Ebola e a Aids, sempre sob cerco e severa vigilância.

É difícil e impossível compreender que o Presidente da República, tão bem assessorado, ignore essa verdade científica. É hora de harmonizar a nação, evitar conflitos e buscar a paz social. Para essa tarefa é insubstituível o Presidente da República. A discórdia e a dissensão em nada ajudam o País", afirmou Sarney .


* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.