Sexta, 26 de Fevereiro de 2021 00:37
61981028469
Cidades Cidades

Vacinação no DF é ampliada para os trabalhadores da Saúde

25/01/2021 21h50
167
Por: A Redação
Os servidores receberão as doses nas unidades na Região de Saúde onde atuam. Já os que trabalham nas unidades privadas continuarão sendo vacinados em seus locais de trabalho | Foto: Breno Esaki/Agência Saúde DF
Os servidores receberão as doses nas unidades na Região de Saúde onde atuam. Já os que trabalham nas unidades privadas continuarão sendo vacinados em seus locais de trabalho | Foto: Breno Esaki/Agência Saúde DF
Foto: Breno Esaki/Agência Saúde DF
Os servidores receberão as doses nas unidades na Região de Saúde onde atuam. Já os que trabalham nas unidades privadas continuarão sendo vacinados em seus locais de trabalho | Foto: Breno Esaki/Agência Saúde DF

A Secretaria de Saúde ampliou a vacinação contra a Covid-19 para todos os profissionais de saúde que atuam na rede pública e nos hospitais da rede privada. Com isso, esses trabalhadores poderão ser vacinados já a partir desta terça-feira (26). Os servidores públicos da Saúde receberão as doses nas unidades na Região de Saúde onde atuam. Já aqueles que trabalham nas unidades privadas continuarão sendo vacinados em seus locais de trabalho.

O secretário de Saúde, Osnei Okumoto, disse que com mais essa remessa de vacinas "estaremos ampliando o público beneficiado para todos os profissionais de saúde da rede pública, sem distinção de categorias, e para os profissionais que atuam nos hospitais da rede privada". Ele ressaltou que, na próxima etapa, com a chegada de mais doses, serão contemplados os idosos acima de 80 anos de idade.

Essa estratégia foi definida em reunião do Comitê de Vacinação Covid-19 da Secretaria de Saúde, nesta segunda-feira (25). Uma circular definindo as diretrizes da inclusão desses profissionais já foi publicada. O Distrito Federal recebeu, na presente data, mais 19 mil doses da vacina CoronaVac produzida por meio de uma parceria entre o Instituto Butantan e a farmacêutica chinesa Sinovac. Elas se juntam às 41,5 mil doses da vacina Oxford/AstraZeneca, produzida na Índia.

"A partir do recebimento dessas novas doses conseguiremos atender a todos os profissionais de saúde da rede pública, sem distinção de categoria. Esse sempre foi o nosso objetivo, atingir todas as categorias da secretaria que tanto se dedicaram durante a pandemia. Com o baixo quantitativo de vacinas recebidas na primeira remessa, tivemos que restringir o público. Agora os profissionais podem ficar tranquilos, pois serão contemplados em sua totalidade", explica o secretário-adjunto de Saúde, Petrus Sanchez.

A Diretoria de Vigilância Ambiental (Dival) ajudará no processo de deslocamento das equipes volantes para garantir a celeridade no processo de vacinação dos servidores da saúde. Serão 40 carros disponíveis para levar as vacinas e os aplicadores até às unidades.

As vacinas CoronaVac e Oxford/AstraZeneca possuem intervalos diferentes para aplicação da segunda dose. Enquanto a primeira tem intervalo entre duas a quatro semanas, a segunda possui melhor eficácia quando a segunda dose é realizada após 12 semanas da primeira

Aplicação das vacinas

As vacinas CoronaVac e Oxford/AstraZeneca possuem intervalos diferentes para aplicação da segunda dose. Enquanto a primeira tem intervalo entre duas a quatro semanas, a segunda possui melhor eficácia quando a segunda dose é realizada após 12 semanas da primeira. "É por isso que estamos reforçando com os aplicadores da vacina que é necessário que no cartão vacinal conste o dia da primeira dose, qual é o fabricante e a data de retorno para a segunda dose. Para garantir a imunização é imprescindível que as duas doses aplicadas sejam da vacina do mesmo fabricante", garante Garcia.

Os idosos e pessoas com deficiência institucionalizados, bem como os indígenas, continuarão sendo vacinados de forma volante. As equipes de saúde vão até estes públicos aplicarem as doses.

"No início da próxima semana, o Comitê se reunirá novamente para deliberar sobre a possibilidade de recebimento de novas doses e, com isso, planejarmos positivamente uma nova ampliação. Pedimos mais uma vez que a população do Distrito Federal fique tranquila, pois a Secretaria de Saúde tem trabalhado incessantemente para que todos os grupos sejam imunizados, levando sempre em consideração o quantitativo de doses recebidas do Ministério da Saúde", destaca Petrus Sanches.

Balanço da vacinação

A vacinação contra a Covid-19 no DF teve início no dia 19 deste mês. Até o início da noite desta segunda-feira (25), foram aplicadas 18.522 doses. O balanço fica disponível no site da Secretaria de Saúde, em banner fixo na página principal, e no portal Info Saúde-DF. A atualização ocorre diariamente, de segunda a sexta-feira, a partir das 19h.

*Com informações da Secretaria de Saúde

Fonte: Governo DF
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.