Como criar um guia de gestão financeira?



gestão financeira pessoal é um processo que envolve planejamento, organização e controle das finanças de uma pessoa ou de uma família.

É necessário acompanhar gastos, ganhos, investimentos e dívidas pessoais para alcançar metas de curto, médio e longo prazo.

Para isso, várias atividades são envolvidas, como elaborar orçamentos, controlar as despesas, economizar e investir para alcançar propósitos como aposentadoria confortável, educação dos filhos, compra de um imóvel, entre outros.

A gestão financeira também trata de tomadas de decisões informadas em relação às finanças, como escolher produtos bancários, ter planejamento tributário e fazer a gestão de riscos.

Saber administrar o próprio dinheiro é muito importante para ter estabilidade financeira, reduzir quadros de estresse e alcançar uma vida mais equilibrada e satisfatória.

As práticas precisam ser responsáveis e disciplinadas, pois assim as pessoas conseguem melhorar sua situação e alcançar mais segurança e bem-estar financeiro ao longo da vida.

Mas para administrar bem os recursos, é fundamental conhecer um pouco mais sobre a gestão financeira pessoal, e é sobre isso que este artigo vai falar.

Ele vai explicar como criar um orçamento realista, quais ferramentas e aplicativos ajudam com as despesas diárias, os tipos de investimentos e como diversificá-los para reduzir riscos.

Como criar um orçamento realista?

Criar um orçamento realista é uma das partes mais importantes de uma boa gestão financeira, em algumas etapas para fazer isso são:

  • Analisar receitas e despesas;
  • Estimar despesas variáveis;
  • Identificar prioridades e objetivos;
  • Ser realista;
  • Fazer ajustes.

A primeira coisa que a pessoa precisa fazer é listar todas as suas fontes de renda mensal e as despesas regulares, como salários, rendimentos de investimentos, aluguéis e todas as despesas fixas e variáveis, como moradia, internet e transporte.

As despesas variáveis, como alimentação, a consulta em uma clínica que faz tratamento para depressão pós parto , lazer e entretenimento, precisam de uma estimativa realista, considerando os hábitos de gastos passados.

É importante levar em conta eventos e variações sazonais que possam afetar as despesas, como Natal, Dia das Mães e outras festividades e datas comemorativas.

É necessário determinar quais são as prioridades financeiras e objetivos de curto, médio e longo prazo, como economizar para uma viagem, pagar as dívidas, investir ou guardar dinheiro para se aposentar.

Enquanto estiver criando seu orçamento, a pessoa precisa ser realista sobre suas receitas e despesas, de modo a não superestimar a renda ou subestimar as despesas.

Outra coisa importante é ser flexível e se preparar para ajustar o orçamento, ao passo que surgem mudanças na situação financeira ou nos objetivos.

Quando o orçamento já está em vigor, precisa ser constantemente monitorado, principalmente em relação aos gastos, para saber se tudo está dentro do planejado.

Se uma pessoa precisar arcar com os custos de uma clínica de recuperação para alcoólatras , ao ter esse tipo de organização, vai identificar áreas onde é possível economizar e cortar os gastos desnecessários.

Ferramentas e aplicativos para rastrear despesas

Existem diversas ferramentas e aplicativos muito úteis para quem deseja cuidar melhor do próprio dinheiro, e entre as mais populares está o Minhas Finanças.

Esse aplicativo importa SMS e notificações de aplicativos bancários e os categoriza automaticamente, de acordo com o histórico financeiro, para saber o quanto a pessoa economiza por mês e ao longo do ano.

Os dados podem ser exportados para Excel e PDF e o aplicativo pode ser integrado ao calendário do Google Agenda para salvar lembretes de despesas e enviar e-mails para o usuário.

Outra boa opção é o Minhas Economias, que ajuda a definir limites de gastos e quando é atingido, notifica o usuário. Com ele, também é possível definir e acompanhar objetivos, integrar contas e cartões e analisar gastos por período.

O Orçamento Fácil permite checar despesas diárias e sincronizar essas informações com os dados das contas bancárias.

Se uma pessoa que estava pesquisando sobre auto socorro para carros importados telefone usou o serviço, a informação fica armazenada no aplicativo, pois é possível visualizar o fluxo do dinheiro, gráficos e calendário.

O 1Money é um aplicativo que permite adicionar uma nova transação apenas inserindo o valor, e o usuário pode registrar todos os gastos para saber para onde o dinheiro está indo.

É uma ferramenta muito útil para quem quiser controlar o orçamento em seus dispositivos simultaneamente, pois basta usar a sincronização de dados com base na nuvem.

Quais são os tipos de investimento?

Existem diversos tipos de investimento disponíveis para que qualquer perfil de investidor consiga aproveitar.

As opções de renda fixa são aquelas em que o indivíduo empresta seu dinheiro para uma instituição financeira ou para o governo em troca de juros. Alguns exemplos mais comuns são os Certificados de Depósito Bancário (CDB) e Tesouro Direto.

É a opção ideal para qualquer pessoa e até mesmo para pequenos negócios, como uma oficina de alinhamento e balanceamento mais próximo . Nessa modalidade, os retornos são previsíveis e mais seguros em comparação com os outros tipos.

Mas também existem os investimentos de renda variável, que envolvem a conta de ativos com valores que podem variar ao longo do tempo, como no caso das ações e fundos de investimento.

Essa opção oferece a possibilidade de retornos mais elevados, entretanto, é mais suscetível à volatilidade e riscos de perda.

Muitas pessoas preferem os fundos de investimento, pois assim conseguem obter uma carteira diversificada de ativos que é gerenciada por um profissional. Existem diversos tipos de fundos, como os de renda fixa, fundos de ações e fundos imobiliários.

Por falar nisso, os investimentos imobiliários tratam da compra de propriedades, como casas, apartamentos, terrenos e imóveis comerciais, com o objetivo de gerar renda por meio de aluguel ou valorização do imóvel ao longo do tempo.

Para ter uma aposentadoria tranquila e poder cuidar dos assuntos de seu interesse, como manutenção de jardim vertical , uma pessoa pode investir na previdência privada. São planos oferecidos por instituições financeiras, empresas ou associações profissionais.

Por fim, além dos investimentos tradicionais em renda fixa e variável, existem os alternativos, como criptomoedas, metais preciosos, obras de arte, moedas estrangeiras, commodities, entre outros.

São modalidades que oferecem oportunidades de diversificação e potencial de retorno, embora costumam ser mais arriscadas e exigem conhecimento especializado.

Como diversificar a carteira de investimentos?

Existem várias maneiras de diversificar a carteira de investimentos, e uma abordagem mais básica nesse sentido é investir em diferentes tipos de ativos, como ações, títulos de renda fixa, imóveis, entre outros.

Cada opção tem suas próprias características de risco e retorno, mas são independentes umas das outras, o que ajuda a reduzir a correlação e a volatilidade da carteira.

Um cemitério de pisos antigos pode investir em diferentes regiões geográficas e econômicas para proteger-se contra riscos específicos de um único país ou região.

É interessante trabalhar com mercados desenvolvidos e emergentes, tanto nas economias mais avançadas quanto nos países em desenvolvimento.

Outra possibilidade é distribuir os investimentos em diferentes setores da economia, por exemplo, uma carteira diversificada pode envolver setores como tecnologia, energia, consumo, financeiro, saúde, entre outros.

Muitos investidores procuram empresas dos mais variados tamanhos e estilos para investir, principalmente as startups, que prometem lucros e crescimento rápido.

Por exemplo, da mesma forma como uma pessoa compra ativos de uma multinacional diretamente na Bolsa de Valores, pode entrar como investidor-anjo para uma empresa que está começando agora, como um fabricante de gancho curto perfilado .

Dentro de cada classe de ativos é possível diversificar ainda mais usando diferentes instrumentos financeiros. Em vez de investir apenas nas ações individuais, o indivíduo pode trabalhar com fundos de índice ou fundos mútuos para se expor a determinado mercado.

O importante é conhecer a modalidade e se sentir seguro para fazer o investimento, afinal, mesmo nas opções menos voláteis, sempre haverá riscos associados, então é fundamental se conscientizar acerca disso.

Se o objetivo de uma pessoa é abrir uma loja de variedades, que vende desde penas para fantasia até utensílios para o lar, preciso escolher uma modalidade de investimento que agilize esse processo.

Por isso, manter uma carteira diversificada é muito recomendável, mas depende de muito monitoramento e ajustes. As alterações na alocação de ativos de acordo com o necessário é primordial para manter os objetivos e gerenciar os riscos.

Considerações finais

A gestão financeira é muito importante para garantir o equilíbrio das finanças de uma pessoa ou até mesmo de uma empresa.

Por meio de um bom planejamento, controle e análise, é possível alcançar os objetivos financeiros de curto, médio e longo prazo.

Os cuidados com a gestão do próprio dinheiro formam uma base sólida que reduz os riscos e ajuda a aproveitar oportunidades de investimento.

É algo fundamental para construir um futuro financeiro sustentável e pronto para preparar os desafios e oportunidades que aparecem pelo caminho.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento , onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem